5 Atrações Turísticas Imperdíveis em Roma

     

Como mencionamos nesse post , Roma é uma cidade considerada grande para os padrões de Europa, abriga em torno de três milhões de habitantes, mas muitas de suas atrações turísticas se concentram próximas umas das outras, e não muito longe da estação central de trem (Termini). Para quem gosta do turismo de conhecer a cidade caminhando, é o destino perfeito. Pegamos o transporte público apenas duas vezes, quando fomos para o Vaticano.

Eu poderia ficar o dia todo aqui falando sobre as maravilhas de Roma, por que elas realmente são inacabáveis, mas vou tentar resumir (talvez não tão resumido) em tópicos o que fazer em Roma, com direito a três dicas exclusivas, padrão Viajante Express!

1. COLISEU (Com certeza essa ia ser a primeira né?)  

O Coliseu começou a ser construído no ano de 72 d.C. e foi finalizado em 80 d.C. Estima-se que ele poderia abrigar até 80 mil pessoas, e o anfiteatro, além de utilizado como arena de gladiadores, também sediava teatros, simulações de batalhas marinhas, entre outras coisas. O que poucas pessoas sabem é que existe um tour diferenciado para fazer no Coliseu, onde é possível visitar os lugares onde ficavam os gladiadores e os animais antes das batalhas. Só ficamos sabendo disso depois que fizemos o tour normal e vimos pessoas lá embaixo. Claro, o tour que visita essa parte é mais caro, e só pode ser feito com o acompanhamento de um guia.

Dica pra lá de importante: não é possível entrar com mochilas grandes no Coliseu, isso ficou decidido após alguns atentados que aconteceram na Europa. Então lembre-se: no dia que for visitar o Coliseu, deixe seu mochilão de aventureiro em casa.

  • Coliseu – Piazza del Colosseo, 1, 00184 Roma RM, Itália;
  • Entrada: A partir de EUR 12,00 tour normal e esperando na fila (Ingresso dá direito a entrada no Coliseu, Palatino e Fórum Romano e válido por 2 dias). Aí entra nossa PRIMEIRA DICA VIAJANTE EXPRESS: vá primeiro ao Fórum Romano! Como o ingresso é o mesmo para as três atrações, vá primeiro no Fórum Romano (que terá muito menos pessoas na fila), compre seu ingresso, aproveite sua visita, vá ao Palatino e depois vá ao Coliseu (passando na frente de todos os turistas desinformados que estarão esperando na fila para comprar o ingresso). Pronto, você irá aproveitar ao máximo essas três belíssimas atrações com 90% de chances de não perder tempo em filas!

*Não esqueça de pegar um pouco de areia do chão que nem o Maximus fazia antes das batalhas.

Gladiador – Maximus pegando areia do Coliseu antes da batalha – Foto: Google

 2. FÓRUM ROMANO E PALATINO

Ao lado do Coliseu você encontra o Fórum Romano e o Palatino, que estão inclusos no ingresso para o Coliseu. Conforme demos a dica, vale mais a pena pegar ingresso na bilheteria do Fórum, já que a fila costuma ser muito menor do que no Coliseu. O ingresso tem validade de 2 dias, e dá direito a uma entrada em cada uma das atrações (Fórum e Palatino são considerados a mesma visita). Para as visitas ao Fórum, Palatino e Coliseu você tem duas escolhas, fazer tudo no mesmo dia, o que pode ser bem cansativo, mas bom caso seu tempo lá seja curto, ou então aproveitar a validade de 2 dias do ingresso e fazer um em cada dia.

Há mais de mil anos atrás o local onde hoje ficam as ruínas do Fórum Romano eram  o ponto onde acontecia toda vida econômica, religiosa e cultural da Roma antiga. As ruínas que podemos ver lá hoje são de templos, prédios públicos, arcos, além da via sacra, que acredita-se ser a principal rua de Roma naquela época.

Apesar de existirem placas explicando o que eram a maioria das ruínas, a visita pode ser meio confusa já que são diversas construções e é difícil manter uma ordem na visita. Por isso, vale a pena dar uma olhada em um mapa antes de ir. No link abaixo é possível conferir o mapa com marcações, basta clicar nos números para ver a descrição de cada construção:

http://www.capitolium.org/eng/fori/pianta.htm (site em Italiano ou Inglês).

Como a ideia nesse post é ser mais prático com 5 atrações imperdíveis, não irei me prolongar explicando cada ponto do Fórum, mas para quem gosta de história e quer saber um pouco mais antes de visitar, confira nosso post Entendendo o Fórum Romano.

Agora vamos falar um pouco sobre o Palatino. O Palatino é um dos 7 montes da cidade de Roma, e reza a lenda que foi onde os irmãos Rômulo e Remo foram encontrados pela loba que os amamentou, (isso mesmo por isso a loba amamentando 2 bebês é o símbolo da cidade). A lenda diz também que quando mais velho, Rômulo foi até o topo do Palatino para iniciar a cidade de Roma. Apesar da lenda, acredita-se que existiam pessoas morando onde hoje é o palatino desde 1000 a.C.. Hoje encontramos no monte palatino ruínas dos palácios e casas dos imperadores de Roma, além de aquedutos e lindos jardins. Inclusive quando estávamos lá foi possível colher algumas bergamotas das árvores dos jardins.

Não deixe de caminhar pelo Fórum e pelo Palatino, são atrações imperdíveis de Roma, onde você pode viajar ao passado e tentar imaginar como era o centro social e comercial da Roma antiga. Prepare-se para um longo dia de caminhada, portanto use roupas confortáveis e leve bastante água.

  • Fórum Romano, Via della Salara Vecchia, 5/6, 00186 Roma RM, Itália;
  • A partir de EUR 12,00 tour normal e esperando na fila (Ingresso dá direito a entrada no Coliseu, Palatino e Fórum Romano e válido por 2 dias);

3. PANTEÃO

O Panteão é outra visita imperdível em Roma e é uma das obras mais antigas do império Romano. Hoje ele serve como uma igreja católica, mas não foi assim desde o princípio. A estrutura começou a ser construída por volta de 31 a.c. e o objetivo é que o Panteão fosse um templo onde as pessoas pudessem assistir à rituais de qualquer divindade, daí vem a origem do nome original, Pantheon, que deriva de duas palavras gregas, pan e theón, que juntas significam “de todos os deuses”. Durante os séculos o Panteão sofreu com várias reformas, mas as restaurações foram tentando se manter sempre fiéis ao desenho original. O prédio foi criado para parecer mais impressionante por dentro do que por fora, e para isso conta com com uma cúpula com um diâmetro de 43,44 m, a maior já construída na história. Um dos detalhes mais impressionantes é que a cúpula é mantida de pé a mais de 2 mil anos, mesmo não tendo pilares para sustentá-la, e há uma abertura de 9 m de diâmetro chamada de óculo, que foi feita para que a estrutura não ficasse tão pesada e pudesse se manter de pé. É por essa abertura que entram os raios de sol em alguns dias do ano.

  • Panteão – Piazza della Rotonda, 00186 Roma RM, Itália;
  • Entrada: Gratuita (aproveite que não precisa pagar entrada e coma um gellato na Piazza della Rotonda, existem várias opções); 

4. PIAZZA NAVONA (junto com o Panteão)

A Piazza Navona como o próprio nome diz, é uma praça que fica próxima ao Panteão. A Navona é umas das praças mais famosas de Roma, mas ela nem sempre foi uma praça. Por volta de 80 d.C. começou a ser construído o estádio Dominiciano (Dominiciano foi imperador de Roma) no local onde hoje fica a praça. O estádio foi feito principalmente para hospedar competições esportivas e chegou a hospedar alguns embates de gladiadores após o Coliseu ser atingido por um incêndio. O estádio tinha capacidade para em torno de 20 ou 30 mil pessoas, e na idade média começou a ter sua estrutura desmontada para que os materiais fossem utilizados em outras construções, como igrejas e palácios. Até hoje podemos ver que a praça tem o formato de um estádio, e no subterrâneo, é possível ver parte da estrutura que foi preservada. O passeio subterrâneo custa EUR 8,00 e conta com algumas outras exibições (https://stadiodomiziano.com/).

Os encantos da Piazza Navona não acabam por aí, no centro dela fica a Fontana dei Quattro Fiumi, projeto construído por Bernini, um famoso artista italiano. A fonte, como a tradução do nome diz, fonte dos quatro rios, representa os quatro principais rios do mundo, Ganges, Nilo, Rio da Prata e o Danúbio, cada um representando um continente. Além desses pontos turísticos, na praça você encontra também a igreja Sant’Agnese in Agone, o Palácio Pamphilj (sede da embaixada brasileira na Itália) e mais duas outras fontes com esculturas incríveis.

  • Piazza Navona – Piazza Navona, 00186 Roma RM, Itália;
  • Entrada: Gratuíta para visitar a praça, e EUR 8,00 para visitar a parte subterrânea do estádio;
  • Dica: A Piazza Navona fica muito bonita de noite, vale a pena conferir.

5. FONTANA DI TREVI

A maior e mais famosa fonte de Roma, com 26 metros de altura e 20 metros de largura. Esse é um dos cartões de visita de Roma, considerada uma das atrações que mais atrai turistas em toda Itália. O local onde hoje fica a fontana marcava o cruzamento de 3 estradas, ponto onde ficava o final de um dos aquedutos mais antigos de Roma. Inclusive, algumas teorias sugerem que o nome “Trevi” vem das palavras “tre” e “vie” que em tradução livre seriam “três” e “vias” respectivamente. Por mais que a história do local da fontana comece por volta de 19 a.C., a construção como é conhecida hoje começou a tomar forma por volta de 1735. Naquela época, o Papa Clemente XII decidiu que iria construir uma fonte ali para homenagear uma das primeiras fontes de água de Roma, e ao mesmo tempo, ele queria um monumento para decorar a praça e que fornecesse grande quantidade de água potável para a população. E que melhor maneira para escolher o arquiteto para essa obra do que um concurso? Isso mesmo, foi realizado um concurso arquitetônico ganho por Nicola Salvi, que iniciou o projeto que levou cerca de 30 anos para ficar pronto. Quando estiver na Fontana, não esqueça de jogar uma moeda, e tradição, que foi retirada do filme “A Fonte dos desejos”, diz que quem jogar 1 moeda voltará à Roma, quem jogar 2, encontrará o amor com um@ bel@ italian@ e quem jogar 3, irá casar com a pessoa que conheceu. Dica, jogue a moeda com a mão direita e por cima do ombro esquerdo.

* Curiosidade: Todos os anos, pouco mais de 1 milhão de euros são retirados da Fontana di Trevi, esse valor jogado em moedas pelos turistas, é doado para uma instituição católica para ajudar os necessitados. No início de 2019 a prefeita de Roma propôs que esse valor fosse utilizado para investimentos na infraestrutura da cidade, e teve a proposta aceita pelos vereadores. Porém, quem está contra essa decisão é o povo romano, que entende que o valor deve seguir sendo doado aos mais necessitados. Vamos acompanhar para ver qual será a decisão final.

  • Fontana di Trevi – Piazza di Trevi, 00187 Roma RM, Itália
  • Entrada: Gratuita;
  • Dica: A Fontana di Trevi também fica muito bonita de noite também, e tem vários mercadinhos com bons sanduíches com o famoso prosciutto;

ATRAÇÃO EXTRA : SEGUNDA DICA EXPRESS – TERMAS DE CARACALLA

É difícil fazer uma lista de apenas 5 coisas para fazer em Roma, apesar de eu acreditar que as 5 acima são as principais, e que mais chamam a atenção dos turistas. Eu não poderia deixar de mencionar as Termas de Caracalla, afinal, além de sua magnitude, foi o segundo maior complexo de águas termais de Roma. Construído por volta do ano de 211, as termas foram utilizadas até o ano de 530, e tem esse nome, pois foram erguidas na época em que o imperador Caracalla governava Roma.

Se considerarmos a estação Termini de Roma como o ponto de início de sua aventura (existem muitas acomodações a bons preços por ali) as termas ficam do lado contrário do Coliseu e das outras atrações citadas acima, o que faz com que lá tenham menos turistas amontoados. Como o complexo é grande, você tem a oportunidade de ter algumas partes das termas todas para você, podendo curtir como um antigo romano indo relaxar em um SPA. A propósito, umas das teorias é que o conceito de SPA surgiu por causa das termas Romanas, SPA vem do latim: salute per aqua, na tradução literal isso seria: Saúde pela água.

  • Termas de Caracalla, Viale delle Terme di Caracalla, 00153 Roma RM;
  • A partir de EUR 10,00 (compra online);
  • Existem visitas com audio guia a partir de EUR 15,00;

ATRAÇÃO EXTRA : TERCEIRA DICA EXPRESS – TRASTEVERE

É muito difícil dar um número tão pequeno de coisas pra fazer em Roma, ainda mais para um amante da cidade, mas para não deixar esse texto muito longo, vou deixar a terceira dica Express aqui, ela se chama: Trastevere. Trastevere é um bairro de Roma, e pode ser considerado um dos lugares mais descolados da cidade, quando tratamos de bares e restaurantes. É um bairro boêmio, e fica não muito longe do Vaticano, você pode pegar o Tram (trem de superfície) número 8, e descer logo depois que atravessar o Rio. O início do bairro fica por ali, e você já pode começar a se perder pelas ruas em busca do restaurante perfeito. Lá tem desde pizzarias, restaurantes mais sofisticados, até bares para um chopp com aperitivo. O legal mesmo é desbravar e se sentir um verdadeiro Romano aproveitando o happy hour.

Claro que existem atrações incontáveis em Roma, mas com essas acima você já consegue começar a desfrutar a cidade e sua história. Lembro que consideramos o Vaticano como uma parte separada, portanto terá um post para falar apenas dele.

Time Viajante Express

Veja também:

Encantados com Roma

 

Você gostou? Compartilhe!

Leave Comment